Amitié

Um site. Uma amizade inesperada.
Ambos necessitavam de uma pessoa que eles pudessem falar sobre seu dia-a-dia sem problemas ou julgamentos (no judgements); ambos necessitavam de uma nova amizade – mas com uma condição: que eles não se conhecessem pessoalmente.

“Sabe qual é a melhor parte das fanfics? Elas nos fazem sonhar. Principalmente Amitié. É a idealização de algo que todas desejamos, que saberemos que nunca teremos *ao menos com o David*, mas que o sentimento fica lá. De esperança, né? haha” 
~millagrohl


“Como pode ser tão perfeita? Meu Deus! Nunca li uma fanfic tão incrível quanto a sua, sério! É um romance lindo, uma amizade maravilhosa e a cada novo capítulo consegue ficar melhor ainda!!! 

Cada vez que chega uma nova notificação sua eu corro pra ler, tipo, prioridade número 1 da minha lista”

~ Jully_Bezerra

Luiza, a personagem principal da história, é gente como a gente. Tem suas lerdices, brincadeiras, manias, defeitos, qualidades e encantamentos. O que torna tudo ainda melhor é que todas as leitoras se encontram na personalidade dela, nem que seja por uma coisa minima. 


“Você, além de escrever maravilhosamente bem, me descreve total nessa personagem! O gosto musical, as séries, até a idade…….. “
~ Timberdl4


“Você humanizou tão bem cada um em sua história que é impossível não se sentir envolvida e perder a linha entre o que é real e o que é ficção. Acho que todas nós prendemos a respiração quando dá alguma merda com a Luiza ou suspiramos com as fofices do Luiz. E dá gosto ler histórias assim. 
Amo a sua história e fico na ansiedade a cada sábado por cada atualização. “

~millagrohl

A história se passa entre o Rio de Janeiro, Lisboa e Londres. Tudo começou em 2012. Luiza Donatto, num desses surtos que aposto que todas nós já sentimos uma vezinha, decide criar um perfil num site de amizade. FindFriends.com. 

Sinopse: Facebook, Twitter, Instagram, Snapchat, Whatsapp, Viber… Orkut… MSN… Quem nunca fez um amigo virtual? Eu já fiz vários, de tantos lugares diferentes que nem sei por onde começar! Dentre esses amigos, um em especial se tornou o melhor… Mas eu nunca pensei que ele seria o que é, de verdade, ou que eu descobriria dessa maneira. Logo eu, que nunca soube lidar com nada muito chocante (um sorriso bonito, por exemplo). Agora… Não sei mais o que fazer. 


“Essa fanfic é a minha vida agora, socorro que coisa linda ~infinitoscoraçoes 
Mano, eu achei genial essa ideia toda, e já estou com mil e um planos na mente de como você vai juntar esses dois HSAUSHAUSHAU

Eu super uper me identifico com a Luiza, (…)”

~ Thund3r


Tem histórias que nos fazem pensar na vida, outras que nos tiram do mundo e nos levam para um universo paralelo. O que deixa tudo mais mágico é o quão real a história pode ser. Existem centenas de casos de casamentos, namoros, romances e etc. que começaram despretensiosamente na internet. 

“Sou péssima em me expressar com palavras, mas antes de tudo quero muito dizer que você é fera DEMAIS! Meu Deus. É surreal as emoções que você nos transmite a cada momento e/ou circunstâncias de cada personagem. Sem contar no naturalismo e realismo – tanto seu quanto da sua forma de escrita- que sai com uma exatidão impressionante. Parece que estamos dentro da história; vendo tudo o que se passa bem de pertinho, ao vivo. E na maioria das vezes, é como se tudo estivesse acontecendo com nós mesmo, sabe?
É tanto talento que faz parecer fácil!
Já disse várias vezes e vou continuar sempre repetindo: Sou sua fã!”

~ thaysg

Amitié é uma daquelas histórias que você aguarda loucamente as atualizações e quando elas acontecem, não é suficiente. É como um vício que se alimenta a cada sábado, dias de atualização no Social Spirit. A história que foi começou a ser publicada em 19/02/2015, já contem +1200 comentários, +400 favoritos e já foi fanfic destaque na categoria David Luiz. 

“Mas na real, vim aqui lhe dar os parabéns. É uma fic diferente de todas que eu já tinha lido.. adorei, de verdade. Já estou roendo as unhas na espera pelos próximos capítulos!”
~ timberdl4

Faz mais de uma semana que eu paro, sento no computador, abro a página do blog, abro a página da fanfic e fico olhando a fic, lendo os comentários em destaque e pensando em todas as sensações que Amitié já me proporcionou. E eu não consegui encontrar palavras para explicar nada disso. Não encontrei um adjetivo que chegasse perto de exemplificar o que eu já senti.

“Eu sou muito apaixonada por essa fic, totalmente sem explicação, sério mesmo.”

~ Misst

É uma coisa completamente sem explicação. É único. É impossível ler Amitié e não sentir-se presa, sentir vontade de fazer parte da história, sentir que tudo aquilo poderia ser real e que poderia ser você ali, no lugar da Luiza, tendo aquelas mesmas reações. 
Não encontrei um adjetivo para explicar as sensações, mas achei uma palavra: Sentir. 
Sentir: v.t. Ter a sensação; receber impressão por qualquer dos sentidos; Ser afetado por, sofrer; Ter o sentimento de; apreciar.  

Tenho a sensação de que a Luiza não é um personagem ficticio; recebo a impressão por qualquer sentido que cada palavra ali poderia ser real; sou afetada pelas dúvidas, medos e inseguranças dos personagens; sofro ao vê-los separados ou brigando; tenho o sentimento de que tudo o que eles sentem, é o que cada um de nós deveria, pelo menos uma vez, sentir; aprecio a amizade e o companheirismo deles que reina absoluto acima de qualquer atração, paixão ou medo. 


“Assim, sem palavras pro quanto eu amo Amitié. E eu nunca, NUNCA, NunCA, NuNcA vou cansar de dizer isso. Amo de paixão a forma como você expressa tudo! Ler o que você escreve me inspira muito.”
~bayblue



“A forma com que você escreve é exatamente como com a qual qualquer pessoa adora se envolver: na medida entre o crescimento gradativo de um sentimento e um laço que se firma com esse crescimento; sem pressa, sem luxúria, sem interesses atrativos de corpo, mas de coração. Eu sinceramente AMO, AMO quando me envolvo com uma história que me passa a verdade mais bonita dos seres humanos: quando eles se gostam à parte do que veem, quando eles se gostam por quem são, por quem se deixam ser. O que os olhos não veem, o coração sente, sim! E fica até mais bonito – apesar de ser perigoso.” 
~soufredora

É bem provável que a minha história com fanfics não seja muito diferente da história da maioria que lê fanfics sobre o tal David Luiz… Até a Copa de 2014 eu nunca tinha ouvido falar sobre ele, nem sequer lido algum parágrafo de fanfic (um absurdo, eu sei, mas no judgments). Sempre fui a louca dos shippers, e em um belo dia, durante uma leve crise de estresse por não ver um dos meus casais favoritos juntar os trapos e começar logo o felizes-pra-sempre, lembrei de uma amiga que volta e meia comentava sobre fanfics com personagens de seriado, histórias que a galera escrevia pra recontar as coisas da maneira que os fãs gostariam que acontecesse. E foi num final de semana super ocioso que eu comecei uma busca despretensiosa na internet e acabei caindo no social spirit, na categoria “David Luiz”. E daí pra frente foi só ladeira abaixo. Comecei a encontrar várias fanfics sensacionais, histórias que me deixavam ansiosa pelos próximos capítulos, que mexiam comigo, me faziam rir, chorar, bater palmas… Foram madrugadas e intervalos da escola (em época de enem, no judgments de novo) gastando meu pobre 3g pra ler tudo aquilo. E depois de ler mais de dez fanfics diferentes sobre o David Luiz, depois de conhecer escritoras sensacionais, depois de fazer muitas amizades e passar horas conversando sobre as fanfics que a gente acompanhava, me vi sendo dona de uma ideia de relacionamento meio diferente das que eu estava lendo. Amitié surgiu, primeiramente, de uma necessidade pessoal, de uma vontade louca de ler uma história que contasse uma relação de amor menos carnal, mais sentimental, com todas as chatices e dramas do dia a dia. Eu queria ler sobre uma personagem comum, queria me identificar com as crises, dificuldades e alegrias, com o cotidiano quase simplista, com os gostos musicais, com os amigos… Queria ler algo próximo de mim. E fiquei com esse desejo guardado, porque ainda me faltava ideia e tempo, e foi durante as férias que recebi um pouco dos dois. Tive um sonho bem bosta (porque não me lembro de praticamente nada do que se passou) sobre uma menina que tinha um amigo virtual famoso, e acordei borbulhando de imaginação, visualizando uma série de acontecimentos que poderiam contar com a presença do tal David Luiz. Comecei a escrever algumas coisas no word, e ainda meio insegura, fui mostrar para a Fernanda (sim, uma das maravilhosas que escrevem a Diário de uma Iniciante em Copa do Mundo, que me inspiram e que, inclusive, é a minha história preferida). Ela me encheu de motivação, elogios e dicas, e só depois disso tive a coragem de postar a história no site e compartilhar com a galera (aliás, obrigada, Fê). E aqui estamos, quase um ano depois! Com Amitié eu quis escrever um romance daqueles que se arrasta por uma amizade profunda, que em algum momento traz confusão na sua cabeça e você se vê nutrindo um sentimento que cresce dentro de você já faz tempo, e é muito mais profundo do que imaginava. Queria a sinceridade da amizade, o carinho do romance, os furos da vida e os detalhes da rotina. Queria, principalmente, uma parceira para o jogador que o conhecesse antes do seu ápice na mídia para o romance rolar desinteressadamente, por isso a história começa antes da transferência para o Chelsea, com uma amizade sem segundas intenções. A fanfic começou com um desenrolar bem devagar, o que deixou o pessoal um pouco super ansioso, mas as coisas foram tomando forma e hoje acredito que temos acontecimentos para cerca de cem capítulos (o que me deixa um pouco nervosa e receosa, mas bola pra frente)! A inspiração física para a personagem veio logo no início da escrita, enquanto eu fazia uma pesquisa de atrizes que tivessem boas fotos, e coincidentemente a Isis Valverde protagonizava a novela das 18h e voilá, já identifiquei a Luiza nela. Inevitavelmente coloquei um pouco dos meus amigos e de mim na história, e espero que no fim de tudo eu consiga passar para o pessoal a minha visão de romance, de mundo, minhas ideias, e, principalmente, bons momentos de leitura!
~~ duv1d3 aka Autora de Amitié

Aliás, Isis Valverde é tão modelo oficial da Luiza que praticamente a cada capítulo temos uma montagem nova de Isis com o David. Dá pra crer? Só pra quem pode, mesmo #xora #tksmaridasmontagem 






“Após ler Amitié até aqui, só resta agradecê-la pelo carinho, cuidado, criatividade, inteligência e compentência que escreve a sua história. 
Obrigada pela magia que nos impõe a cada parágrafo lido. 

Obrigada por escrever sobre a magia da amizade/ amor que infelizmente hoje estão tão banalizados por aí… 
Obrigada por não nos deixar esquecer que o Príncipe Encantado ainda existe, de uma forma meio tortinha, mas ainda existe!” 
~millagrohl

A fic está em andamento, +16, é postada apenas no Social Spirit e tem grupo no whatsapp. Para entrar em contato com a autora, deixe uma mensagem por inbox em seu perfil do SS: ~~duv1d3