TATUAGEM

Eu nasci na igreja, continuo nela até hoje, sou batizada, acredito na Biblia e acredito em Jesus Cristo, mas isso nunca me impediu de gostar de tatuagens. 
Com 11 anos eu decidi que faria uma tatuagem. Com 13 eu comecei a esboçar onde faria e quais seriam. Com 14, cheguei a conclusão que não posso ter um desenho que achei bonito grudado em meu corpo. Tem que ser algo profundo, de extrema importância e que toda vez que eu olhar me lembre de um motivo por tê-la feito que não seja “que desenho bonito”.

Decidi que farei 3 tatuagens.

  • No post anterior, falei que uma música tinha me ajudado a decidir qual tatuagem eu faria. Essa música é I Was Here, da Beyoncé. 

Pra quem nunca ouviu ou leu a tradução, a música fala sobre ir embora mas fazer algo que todos lembre que eu estive aqui. 

A música também me ajudou a decidir minha profissão: médica. Quero viajar o mundo salvando pessoas e posso fazer isso sendo médica. 

Eu pensei em MUITOS lugares do meu corpo onde poderia fazer a tatuagem. Aliás, não achei nenhuma imagem de uma tattoo parecida com o que eu pretendo fazer. Vou escrever “i was here” no meu quadril. 

Você deve(ria) estar pensando: Mas tu só tem 15 anos, como quer fazer essa tatto? Nem da escola tu saiu ainda, te enxerga, guria. Eu pensei nisso também. E cheguei a conclusão de que só a farei depois que salvar uma vida. Ou seja, tem uns 10 anos pela frente ainda. 

  • Acho que não cheguei a comentar aqui, mas eu quero fazer trabalho voluntário. Quero fazer ações sociais de vários tipos e em vários lugares do mundo.

Não quero me limitar à minha cidade ou ao meu bairro, quero ajudar o mundo inteiro. (Isso é muito coisa de adolescente idealizadora que não conhece o mundo e as dificuldades da vida <leia isso com a voz de algum adulto frustrado que você conhece>)

Essa é mais uma tatto que não achei a foto na internet, mas que cou fazer mesmo assim. Bem embaixo do meu seio direito, vou escrever “make a difference”. 

  • Eu sou uma sereia. Tá pra nascer algo que eu ame mais que a praia, que o oceano, que o barulho das ondas, aquele vento com cheiro de mar… É maravilhoso. 

Eu acredito em tatuagens com significado. Dizem que a praia é um lugar de renovação. Já ouvi dizerem que o mar é tão sujo, porque as pessoas vão até ele se limpar. Que o banho de mar é a limpeza da alma e da mente. 

Eu acho isso lindo, porque sempre volto do mar renovada. Mesmo que a areia me irrite depois, eu adoro. 

Nada mais justo que uma tatto que me lembre esse “santuário” meu, no local onde tenho mais contato com o mar – no pé. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s